Capítulo 19 - Estrelas e Constelações (Fixas) Protetoras - pequena amostragem


Seu Livro de Vida

Quase tudo o que você quer saber
 sobre Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento
Em 22 Capítulos/Volumes
© 2008 Janine Milward


Capítulo  19

Estrelas e Constelações
(Fixas) Protetoras

Janine Milward


Editora Estrela do Belém





SEU LIVRO DE VIDA
AMOSTRAGEM DO CAPÍTULO 19
Constelações e Estrelas (Fixas) Protetoras

Trazendo a descrição completa dos Temas a serem abordados
E alguns trechos dos vários textos apresentados

Em
 http://seulivrodevida.blogspot.com
você encontrará
a Amostragem de cada um dos 22 Capítulos/Volumes
e também
Como Adquirir os Capítulos/Volumes de Seu Livro de Vida!


Temas a serem abordados no Capítulo 19 ORIGINAL
 (em 111 páginas):


Dois Dedos de Prosa, caro Amigo das Estrelas!

Apresentação da Obra
Seu Livro de Vida
Sobre Seu Livro de Vida
e sobre O Risco do Bordado,
o mapa astral natal,
e sobre os demais mapas coadjuvantes
Sobre o Encadeamento dos Temas
ao longo dos 22 Capítulos/Volumes de Seu Livro de Vida
Síntese dos 22 Capítulos


Algumas Palavras Introdutórias sobre nosso Trabalho
Acerca Constelações e Estrelas (Fixas) Protetoras

Constelações e Estrelas Fixas??!!!! Ou Constelações e Estrelas Protetoras?!
Tudo sob o Tao da Criação encontra-se em constante mutação..., portanto nada é fixo, tudo se transforma e se movimenta.
Por que não retormarmos o Capítulo 2 em alguns de seus Temas sobre o Céu Estrelado?
Três Movimentos: Rotação da Terra; Translação da Terra em relação ao Sol; e a Precessão dos Equinócios
  A questão da Defasagem das Efemérides Astrológicas em relação às Efemérides Astronômicas
Simultaneidade do Universo .. Somos Poeira de Estrelas ...
Simultaneidade e Sincronicidade, Arquétipo, Linguagem, Inconscientes Coletivo e Pessoal, Conscientes Pessoal e Coletivo - Mitos e Símbolos
A astronomia identifica o céu como ele se apresenta, o significado, e a astrologia identifica o céu como uma linguagem, o significante. A astronomia identifica o céu objetivamente e a astrologia identifica o céu subjetivamente.
Tudo, tudo, está escrito nas estrelas!


PRIMEIRA PARTE

Pequena Introdução sobre
As Constelações e Algumas de suas Estrelas
 envolvendo a Mandala Astrológica

Uma Breve Visão da Formação das 88 Constelações Atuais

Descrição
das Constelações e das Estrelas
e seus Mitos


SEGUNDA PARTE

Algumas Sugestões sobre como Trabalhar
as Constelações e as Estrelas (Fixas) Protetoras
dentro de uma Mandala Astrológica, Um Risco do Bordado, Um Mapa Astral

Exemplo Prático
Seu Livro de Vida Personalizado
Os Principais Mitos e suas Constelações
permeando um Risco do Bordado
bem como suas principais Estrelas (Fixas) Protetoras


TERCEIRA PARTE

Resumo das Constelações e das Estrelas (Fixas) Protetoras

Constelações Classificadas ao longo dos Graus
dos Doze Signos do Zodíaco

Estrelas (Fixas) Protetoras Classificadas ao longo dos Graus
dos Doze Signos do Zodíaco




Constelações e Estrelas (Fixas) Protetoras


ALGUNS TRECHOS EXTRAÍDOS DO CAPÍTULO 19:

Caro Amigo das Estrelas:

Primeiramente, eu gostaria de dizer que os trabalhos de Vivian Robson e de Richard Allen encontram-se em língua inglesa - em meus alfarrábios.  Sendo assim, eu me permiti fazer uma tradução livre e síntese dos mesmos.  Da mesma forma, assim agi em relação às informações advindas do programa de astrologia Solarfire 3.5, usado neste trabalho.

As informações todas que acontecem neste Trabalho ou são de minha lavra ou são compiladas, como segue - em Fontes Diferenciadas:

- The Fixed Stars and Constellations in Astrology – by Vivian E. Robson – Samuel Weiser Inc., York Beach, Maine, USA - TIMES NEW ROMAN

-  Solfire 3.5 – astrological programme for computers - ARIAL

- Richard Hinckley Allen, Star Names, Their Lore and Meaning, Dover Publications, Inc, New York, USA - COURIER

Mario Jaci Monteiro , As Constelações, Cartas Celestes - BOOK ANTIQUA

Ronaldo Rogéria de Freitas Mourão, Atlas Celeste, Editora Vozes, Petrópolis, Brasil - VERDANA

-  Finalmente, meus escritos pessoais, de Janine, aparecem sempre em COMIC SANS MS


Algumas Palavras Introdutórias sobre nosso Trabalho
Acerca Constelações e Estrelas (Fixas) Protetoras


Constelações e Estrelas Fixas??!!!! Ou Constelações e Estrelas Protetoras?!

Tudo sob o Tao da Criação encontra-se em constante mutação..., portanto nada é fixo, tudo se transforma e se movimenta.


Gostaria de explicar ao caro Amigo das Estrelas o motivo pelo qual eu venho intitulando este Trabalho como Constelações e Estrelas (Fixas) Protetoras - ou seja, porque venho colocando o têrmo Fixas entre parênteses e trazendo à tona o têrmo Protetoras, para denominar Constelações e Estrelas: simplesmente porque o têrmo Fixas já não mais faz sentido (e isso acontece desde muitos séculos!) em função do fato de que sabemos que nada, nada, nada no universo, no pluriverso, é fixo; bem ao contrário, tudo sempre está em constante processo de movimentação e de mutação!

No entanto, como eu sei e você sabe que o têrmo Estrelas Fixas é bem mais conhecido, eu optei por colocá-lo entre parênteses e adicionar o termo Estrelas Protetoras - o que me parece bem mais adequado!

.......................................................................................... (a continuidade deste Texto aparece no original do Capítulo 19)




Pequena Introdução
sobre
As Constelações e Algumas de suas Estrelas
 envolvendo a Mandala Astrológica


O Amigo das Estrelas encontrará os nomes das várias constelações que foram sendo alistadas ao longo dos séculos através diferentes estudiosos do céu estrelado e que aparecem no livro de Vivian E. Robson, Fixed Stars and Constellations.   Esta autora nos auxiliou imensamente com seu trabalho meticulosíssimo, sem dúvida alguma!  Aliás, Mrs. Robson realizou uma extensiva consulta ao livro Star Names, Their Lore and Meaning, de Richard H. Allen, e extraiu uma série de informações sobre constelações e estrelas, sintetizando-as e colocando-as em seu livro Fixed Stars and Constellations. 

Por uma feliz coincidência, também me veio às mãos esse maravilhoso livro de Allen, praticamente na mesma época em que, da mesma forma, me veio às mãos o livro de Robson!  E eu gostaria de poder aproveitar esta oportunidade, neste Trabalho, para dedicar o mesmo a Richard H. Allen - referência para todos os astrônomos que o seguiram - e a Vivian E. Robson - referência para todos os astrólogos que a seguiram.

 A verdade é que Allen realizou um belíssimo e meticulosíssimo trabalho - provavelmente seu signo de Virgem era bem forte em seu Risco do Bordado! -, e Robson realizou a façanha de beber naquela fonte maravilhosamente límpida e resumir os conhecimentos vários que Allen nos ofertou.

No livro de Allen, aparecem todas as constelações em ordem alfabética; e da mesma forma, assim fez Robson - embora esta última tenha optado por separar o tema das constelações com o tema das estrelas fixas.

Eu pensei então de ir elaborando as Constelações desde o início do signo de Áries até o final do signo dos Peixes e trazendo para grande parte dessas Constelações, suas Estrelas Fixas ou Protetoras -  todas, porém, constelações e estrelas, acolhendo seus mitos próprios!

Em termos dos graus astrológicos e de Latitude e Longitude (referentes à Ascensão Reta e Declinação), eu aconselharia o caro Amigo das Estrelas a não ter a completa certeza sobre a acuidade dos graus relacionados aos signos EM RELAÇÃO AOS DIAS DE HOJE (quando o leitor estiver diante deste texto)  porquanto a obra de Vivian E. Robson - primeiramente publicada no ano de 1923 - já certamente sofreu algumas pequenas mudanças em termos de Precessão de Equinócios; mudanças não muito comprometedoras, eu diria, porque a precessão traz cerca de 50 segundos (50’’) a menos anualmente - em termos astronômicos -, e a mais, em nossos cálculos dos graus das constelações e das estrelas, em termos astrológicos.   Isso acontece em função do fato de que o grau simbólico de 00 de Áries, na Astrologia, cada vez mais vai aumentando seu distanciamento com o lugar que traz o equinócio vernal, ou seja, a primavera do hemisfério norte.

De qualquer forma, eu optei por não fazer mudanças nos graus que aparecem no livro de Vivian E. Robson mas convido o Amigo das Estrelas a pesquisar em alfarrábios mais recentes sobre a atualização dos mesmos.  E é certo que o Amigo das Estrelas poderá perceber que neste Trabalho ora apresentado existirão estrelas que mostrarão uma pequena diferença a mais nos graus apresentados por Vivian E. Robson, e estas foram compiladas e traduzidas do programa de astrologia Solarfire 3.5, com informações mais atualizadas.



Uma Breve Visão da Formação das 88 Constelações Atuais

Como você sabe, caro Amigo das Estrelas, viemos estudando a visão das ciências dos céus - tanto em sua forma objetiva, da Astronomia, quanto em sua forma subjetiva, da Astrologia, dentro da concepção do mundo ocidental. É certo que muitíssimo respeito também a concepção do mundo oriental em relação às essas ciências dos céus estrelados, sem dúvida alguma! 

Desde sempre, tanto o mundo oriental quanto o mundo ocidental, manifestaram-se a respeito de suas intenções em comporem a lista das Constelações.  Vários estudiosos assim fizeram.  Abaixo, encontraremos alguns desses - possivelmente os mais importantes ou aqueles que compuseram a listagem das 88 Constelações que vigora hoje em dia, na concepção do mundo ocidental.

Ptolomeu, século 11 d.c., matemático e astrônomo.  Obra: Almagesto, catálogo que relaciona 1022 estrelas de 48 constelações: 12 zodiacais, 21 ao norte e 15 ao sul.

Andromeda, Aquário, Águia, Altar, Navio Argo, Carneiro, Cocheiro, Boieiro, Caranguejo, Cão Maior, Cão Menor, Capricórnio, Cassiopéia, Centauro, Cefeu, Baleia, Coroa Austral, Coroa Boreal, Corvo, Taça, Cisne, Delfim, Dragão, Cavalo Menor, Erídano, Gêmeos, Hercules, Hidra Fêmea, Leão, Lebre, Balança, Lobo, Lira, Ofiúco, Orion, Pegaso, Perseu, Peixes, Peixe Astral, Flecha, Sagitário, Escorpião, Serpente, Touro, Triângulo, Ujrsa Maior, Ursa Menor, Virgem

Bayer, 1603, astrônomo. Obra: Uranometria.  Relaciona 60 constelações, incluindo as circumpolares Sul, cuja nomenclatura conclui e unifica.  Acrescenta 12 constelações.

Ave-do-Paraíso, Camaleão, Dourado, Grou, Hidra Macho, Índio, Mosca, Pavão, Fênix, Triângulo Austral, Tucano, Peixe-Voador

Hevelius, 1690, astrônomo amador, selenógrafo.  Obra: Sete Cartas Celestes. Dá nome a 9 constelações.

Girafa, Cães de Caça, Lagarto, Leão Menor, Lince, Unicórnio, Escudo, Sextante, Raposa

Royer, 1697, navegante francês.  Obra: Carta Celeste.  Desmembra a Cruz Australis da constelação do Centauro.

Cruzeiro do Sul

Bartschius, 1624.

Pomba

La Caille, 1752, astrônomo.  Obras: Memórias e Céu Estrelado.  Introduz 14 novas constelações.

Máquina Pneumática, Buril, Compasso, Forno, Relógio, Mesa, Microscópio, Esquadro, Oitante, Pintor, Bússula, Retículo, Escultor, Telescópio

E divide a extensa constelação ptolomaica Argo, o Navio, em Carina, Puppis e Vela.
Quilha, Popa, Vela



As Constelações e suas Estrelas (Fixas) Protetoras
E seus Mitos


DORADO, O PEIXE DOURADO
00 Áries a 00 Gêmeos
48 Sul a 67 Sul
Constelação adicionada por Bayer em 1604.
Diz-se trazer sabedoria penetrante e perspicaz, gosto pelas aparências, habilidades artísticas.



Frederici Honores, Honras de Frederico
02 Áries a 20 Áries
 41 Norte a 52 Norte
Uma constelação obsoleta formada por Bode em 1787, em honra a Frederick II, da Prússia, através as estrelas pertencentes a Cepheus, Andromeda, Cassiopeia e Cisne.
Diz-se trazer um tom de dignidade, um laurel de fama, um ramo de oliveira pela paz, e uma espada e uma caneta para a guerra e pela literatura.



FORNAX CHEMICA, O FORNO
10 Áries a 13 Touro
26 Sul a 40 Sul
Constelação formada por La Caille, 1752.
Diz-se trazer uma natureza  ardente, entusiasmada, persuasiva, pratica e pioneira, com gosto pela engenharia, pela química ou por trabalhos com metais.



ANDROMEDA, A PRINCESA ACORRENTADA
12 de Áries a 15 de Touro
20 Norte a 55 Norte
Andrômeda era a filha de Cefeus,  rei da Etiópia, e de Cassiopeia.  Por causa dos boatos espalhados por Cassiopeia de que a beleza de Andrômeda superava a das Nereidas, Netuno enviou um mostro marinho, Cetus, a Baleia, para devastar aquele país.  Porém, Netuno fez a promessa de libertar o país dessa devastação caso Andromeda fosse oferecido em sacrifício, sendo acorrentada a uma rocha, para ser devorada pelo monstro marinho.  No entanto, Perseus soube desse caso e salvou Andrômeda de seu tormento matando o monstro e o transformando em pedra ao lhe mostrar a cara da Medusa.  Ambos, Perseus e Andrômeda, alçaram vôo alto, sobre Pegasus e se dirigiram para o altar onde se casaram.
Sobre Andrômeda se diz que possui castidade de pensamento, virtudes, honra e dignidade mas também causando embates através medos e quimeras e uma tendência a se tornar facilmente desencorajado.

Algumas Estrelas, em Andromeda:

Alpheratz.  Alpha Andromedae.  13 Áries 11.
Uma estrela dupla, branca avermelhada, no cabelo de Andromeda.  De Al Surrat al Farás, falando sobre a parte do cavalo - por ter sido pertencente a Pegasus, anteriormente.
Diz-se trazer independência, liberdade, amor, riquezas, honra e agudeza de intelecto.

ALPHERATZ - 13:57 ARIES - The common star between Andromeda and Pegasus - Alpha Andromedae
Desejando e buscando a liberdade e a movimentação.  A cabeça de Andromeda e parte do Cavalo Alado, Pégasus.  É uma estrela colocada na constelação de Andromeda mas que  possui seu grande simbolismo em relação ao conceito de Pégasus.  É uma estrela que luta pela liberdade e pela independência, a ação rápida.  Querer procurar e encontrar por lugares de maior espaço pessoal.  Compreensão instintiva de como usar a velocidade e a movimentação.

Vertex.  M31 Andromedae.  26 Áries 43.
A Grande Nebulosa situada ao norte da cabeça de Andromeda.
Diz-se trazer cegueira, problemas de visão, doenças.

M31 é a catalogação para a Galáxia de Andromeda.

AL FERG – 26:37 ÁRIES –
Imprudência, perseverança, determinação no último momento

Mirach. Beta Andromedae.  29 Áries 17.
Uma estrela amarelada situada no colar de Andromeda.  De Mirak.
Diz-se trazer beleza pessoal, uma mente  brilhante, amor ao lar, grande devoção, beneficência, perdão, amor, gentileza, renome e boa fortuna no casamento.

MIRACH - 00:03 TOURO – Beta Andromedae
Em harmonia, para se tornar receptivo.  É uma estrela que aparece fortemente em mapas de artistas ou pessoas que trazem harmonia e bom ritmo às suas profissões. Beleza, bom nome, sorte no matrimônio

Almach. Eta Andromedae.  13 Touro 7.
Uma estrela binária (ou ternária), laranja, esmeralda e azul, situada no pé esquerdo de Andromeda.  De Al Anak al Ard, um pequeno animal árabe, como um gambá (ou uma cabra, em outra versão)
Diz-se trazer honras, eminência e habilidade artística.



Nubecula Minor, a Nuvem Pequena
15 Áries a 04 Touro
  72 Sul a 77 Sul
Eu penso que esta seja a Pequena Nuvem de Magalhães.

Provavelmente adicionada por Bayer, 1604.
Diz-se trazer uma natureza poética, artística e
imaginativa porém com muito trabalho e com muita persistência.



ÁRIES, O CARNEIRO
 18 Áries a 20 Touro
  00 Norte a 27 Norte
Áries representa o carneiro com a pele dourada, um presente de Mercúrio e que pôde levar Phrixius e sua irmã Helle através os ares, para escaparem de sua madrasta, Ino.  Ao chegar em Colquito, Phrixus sacrificou o carneiro e ofereceu-o a Júpiter e sua pele foi pendurado no Campo de Marte, de onde mais tarde foi apanhada por Jasão.  De acordo com outro mito, era o carneiro que guiou Baco até uma fonte de água, no deserto da Líbia.
Os Cabalistas associam Áries à letra Hebraica Hé e à Lâmina 5 do Tarot, O Papa.

Foram os babilônios que adotaram o signo de Áries para marcar o início do ano, pois em 2500 aC, o equinócio da primavera encontrava-se no meio das três estrelas que formam a cabeça do Carneiro.

Algumas Estrelas, em Áries:

Sharatan.  Belta Arietis.  02 Touro 51.
Uma estrela branco perolado situada no chifre do Carneiro e chamada normalmente por Chifre ao Norte.  De Al Sharatair, os Dois Signos.
Diz-se trazer feridas no corpo, defeitos, guerras ou terremotos.

SCHERATAN – 03:46 Touro – Beta Arietis – A Pérola Branca
Violência

Sheratan - Beta Arietis
Sharatan ou Sheratan advêm de Al Sharatain, como um sinal do começo do ano, com esta estrela marcando o equinócio vernal nos tempos de Hiparcos.

Sheratan - Beta Arietis
Os Dois Signos, nome árabe que designava o asterismo formado por Beta e Gama de Carneiro.

Hamal. Alpha Arietis.  06 Touro 32.
Uma estrela amarelada situada na testa do Carneiro. De al Hamal, a Cabra. Simbolicamente chamada de Ferida Mortal e incorretamente chamada de El Nath.
Diz-se causar violência, crueldade e crime premeditado.

HAMAL - 07:18 TOURO – Alpha Arietis – A Ovelha
Seguir seu próprio caminho. Um pensador independente, uma força vigorosa.


Hamal - Alpha Arietis
Hamal advem de Al Rãs Al Hammal, a Cabeça do Carneiro.  Também foi chamada de Al Nath, o Corno, bem apropriado para esta estrela, porém hoje em dia esta estrela é parte do Touro, sua estrela Beta.



CASSIOPEIA, A MULHER SENTADA
 25 Áries a 00 Gêmeos
  50 Norte a 70 Norte
Cassiopeia era a esposa do rei Cefeus, da Etiópia, e mãe de Andrômeda.  Ambas eram belíssimas mas alguns dizem que Cassiopéia era muitíssimo invejosa da beleza de sua filha...  e espalhou o boato que esta era ainda mais bela do que as Nereidas.  Um monstro marinho, Cetus, a Baleia, foi então enviado por Netuno ou para devastar todo o país ou somente para devorar Andrômeda, que seria acorrentada a uma rocha.  Sabemos que Perseus salvou Andrômeda e com ela se casou.  Mas por todos esses acontecimentos, Cassiopeia foi condenada a se sentar em seu trono e rodear o pólo norte de cabeça para baixo, como um lição de humildade.
Se diz sobre Cassiopéia sobre perseguição, espalhamento de boatos e orgulho exagerado mas ao mesmo tempo o poder do comando e o respeito.

Estrelas, em Cassiopéia:

SCHEDIR - 07:26 TOURO - alpha Cassiopea
A Rainha, o poder feminino. Gentileza, decência, diplomacia porém tendo que ter cuidados em relação a intrigas e jogos de poder.

Schedir - Alpha Cassiopéia
O Peito, nome árabe

Caph - Beta Cassiopeiae
A Palma da Mão

Ruchbah - Delta Cassiopeiae
O Joelho, nome árabe que define a posição da estrela no corpo da constelação de Cassiopéia.



TRIANGULUM, O TRIÂNGULO
  4 Touro a 13 Touro
  30 Norte a 37 Norte
O Triângulo foi colocado no céu por Júpiter, a pedido de Ceres que gostaria de ver o formato da Ilha da Sicília representado entre as estrelas.
Diz-se trazer uma natureza justa, companheira, confiável, correta e benevolente,c om interesses em arquitetura e em maçonaria.



Triangulum Minor, o Triângulo Menor
06 Touro a 12 Touro
28 Norte a 33 Norte
Constelação formada por Hevelius, em 1690.
Diz-se trazer uma natureza justa, companheira, confiável, correta e benevolente,c om interesses em arquitetura e em maçonaria.



PERSEUS, O CAMPEÃO
12 Touro a 8 Gêmeos
  30 Norte a 62 Norte
Perseus, era filho de júpiter e Danae, portanto, um semideus a quem Mercúrio deu de presente espada, capa e asas nos pés e também o escudo pertencente à Minerva.  O herói matou a Medusa ao cortar sua cabeça e mais tarde, salvou Andrômeda, com quem se casou e teve alguns filhos.  Quando retornava para sua casa, ele matou acidentalmente seu próprio avô e endoideceu de tanta dor, mas Júpiter apiedou-se dele e o colocou entre as estrelas.
Se diz que Perseus traz inteligência, força, arrojo e natureza de aventuras porém também uma tendência aa mentira.

Algumas Estrelas, em Perseus:

Capulus.  Aglomerado.  23 Touro 5
Um aglomerado duplo situado na mão da espada de Perseus.
Diz-se trazer cegueira ou defeito na visão.

CAPULUS - 23:58 TOURO - The sword of Perseus – A Espada de Perseus
Perseus é o herói que voa no cavalo Pegasus, o cavalo branco e alado, para salvar Andromeda, acorrentada numa pedra, numa ilha solitária.  Sendo assim, essa estrela nos fala de alguém que tem uma força Yang – Perseus – bem forte e incisiva e que gosta também muito de sua sexualidade.  Perseus salva Andromeda e com ela se casa.  Essa estrela fala dessas questões que tanto tratam da busca do amor como também do bom uso da libido.

Algol. Beta Persei. 25 Touro 3
Algol representa a cab Eça da Górgona Medusa que foi degolada por Perseus.  Medusa, que era a única mortal entre as três irmãs Gorgónas, era originalmente uma jovem  bela porém seu cabelo foi mudando e acrescendo serpentes - feito realizado por Pallas Athenas por causa do fato de que a Medusa ter se encontrado com Netuno e ter dado a luz a Chrysaor e Pegasus, seus filhos, em um dos templos da deusa.  A aparência da Medusa tornou-se tão medonha que qualquer pessoa que olhasse para ela, transformava-se em pedra.
É uma estrela binária e branca e variável, marcando a cabeça da Medusa segura pelas mãos de Perseus.  Algol é uma palavra que advém de Ra’s al Ghul, a Cabeça do Demônio.   Era conhecida como Lilith pelos Hebreus; e como Tseih She, pelos Chineses.
Diz-se causar má-fortuna, violência, decapitação, enforcamento. O diabo, considerada a estrela mais difícil.

ALGOL - 25:49 TOURO - The head of Medusa in the hand of Perseus - Beta Perseus
A cabeça da Medusa que foi conquistada por Perseus em uma de suas inúmeras lutas.  Essa estrela também fala de ação intensa e cheia de vigor porém nesse caso, já estaremos a vendo dentro do ponto de vista da paixão feminina e de sua intensidade.

MIRFAK - 01:44 GÊMEOS - Alpha Perseus
Uma pessoa orientada pelo desafio. Desejo de batalha, de competição, o jovem lutador orgulhoso de sua força e de sua coragem, o jovem Perseus.

Atik - Omiicron Persei
A Praia, vocábulo grego relacionado com akte, praia.



CAELUM, O BURIL
12 Touro a 15 Gêmeos
 35 Sul a 50 Sul
Constelação formada por La Caille, em 1752, com as estrelas entre Columba, a Pomba, e o Rio Erídano.
Diz-se trazer inclinação artística, sentimentos religiosos e gosto pela astronomia, pela arquitetura e pela escultura.



Musca Borealis, a Mosca do Norte
12 Touro a 20 Touro
 25 Norte a 33 Norte
Constelação adicionada por Bartschius, 1624.
Diz-se trazer uma natureza prática, mutável e industriosa, com uma pitada de sarcasmo.  Muita vitalidade e favoráveis previsões financeiras.



Psalterium Georgianum, a Harpa de George
14 Touro a 27 Touro.
 00 Sul a 15 Sul
Formada pelo Abade Hell em 1781 em honra a George II da Inglaterra - porém obsoleta nos dias de hoje.
Diz-se trazer uma natureza harmoniosa e artística com jovialidade e gentileza.




TAURUS, O TOURO
17 Touro a 23 Gêmeos
  34 Norte a 02 Sul

Júpiter ansiava por encontrar-se com Europa.  Certa vez, disfarçou-se em touro e fez parte de uma manada até encontrar-se com a moça, numa praia.  Europa sentiu-se encorajada com a placidez do touro e montou-o e foi quando Júpiter correu para o mar e levou a moça até a ilha de Creta.  De acordo com outro mito, o touro representa Io a quem Júpiter transformou em vaca, para despistar o ciúme e a vigilância de Juno, sua mulher.
Segundo os Cabalistas, Touro é associado com a letra Hebraica Aleph e com a Lâmina 1 do Tarot, O Louco.

A mais antiga de todas as constelações e talvez a primeira a ser delimitada pelos babilônios, que a utilizaram para marcar o início do ano, pois o equinócio da primavera, há 4000 aC, localizava-se neste asterismo.  Aliás, o estudo de todos os antigos zodíacos mostram o seu início no Touro: o ano começava com o aparecer matinal das Pleiades na primavera, e o inverno, com o seu aparecimento verspertino no outono.  O aparecimento das Pleiades em novembro era saudado como a festa dos mortos, que comemoramos até hoje. Povos da antiguidade, como os caldeus e hebreus, davam ao mês de novembro o nome de Pleiades.
No mais antigo de todos os zodíacos egípcios - o de Denderah -, a constelação do Touro está associada a Osíris, que era o deus especial do Nilo.
O nascer helíaco das Hyades, principal aglomerado do Touro, era associado à estação da chuva - donde a origem do seu nome, que significava ‘chover’.

Algumas Estrelas, em Touro:

Alcyone. Eta Tauri.  28 Touro 52.
Alcyone representa as Pleiades, filhas de Atlas e Pleione.
Uma estrela amarela esverdeada e a mais brilhante das Pleiades, situadas nos ombros do Touro.  Na antiguidade, se pensou que Alcyone seria o grande Sol central em torno do qual todo o universo rodaria.  Era chamada de Al Wasat, Aquela que Centraliza, pelos árabes; e de Temennuu, a Pedra Fundamental, pelos babilônios - porém esta idéia foi abandonada pelos astrônomos.  Alcyone marcava o começo da quarta constelação da eclíptica, pelos babilônios; e como Amba, A Mãe, formada da junção entre nakshatras Krittika Hindu e Rohini.
Diz-se causar amor, eminência, cegueira advinda de febres.

ALCYONE - 29:38 TOURO - a star in the Pleiades, the Seven Sisters, belonging to the Taurus
. É a estrela principal das Pleiades, belíssima constelação nos céus do norte – adoro ver as Pleiades chegando, parecem um terço. Alcyone é uma estrela voltada para o julgamento das almas e das pessoas e para visões e habilidades místicas.  Os místicos entendem que nosso universo rodeia em seu andamento, essa estrela, chamada de Estrela do Indivíduo, aquela que governa a humanidade.
As Atlântidas. A galinha com seus ovos. Amor pela vida.

Pleiades.  Nas redondezas de 28 Touro 52, que é o grau da estrela Alcyone.
As Pleiades ou Atlântidas eram as sete filhas de Atlas e Pleione, seis das quais podem ser vistas a olho nu e uma invisível ou “perdida”.  Elas eram as companheiras virgens de Diana e foram levadas para o céu para escaparem do Gigante Orion que as importunava.  De acordo com outro mito, foram para o céu por causa de suas tristezas com o destino de seu pai, Atlas, que carregava o mundo nas costas.
Seus nomes são: Alcyone, Maia, Electra, Merope, Taygette, Celaeno e Sterope, com a adição dos pais, Atlas e Pleione.
A Plêiade que se perdeu parece ser Merope, que casou-se com um mortal, Sisyplus, e por isso escondeu-se por ser a única filha que não foi casada com um Deus.  Outro mito diz que foi Electra quem desapareceu em função de sua dor pela destruição de Ilium, que foi fundada por seu filho Dardanos.
As Pleiades formam um aglomerado, com Alcyone como estrela principal, situado no ombro do Touro.
Diz-se trazer ambição, otimismo e paz; traz também viagens, sucesso na agricultura e através uma inteligência ativa.

Prima Hyadum. Gama Taurus.  04 Gêmeos 41.
A estrela-chefe das Hiades, o aglomerado. As Híades consistem de seis estrelas situadas na testa do Touro e marcando o olho ao norte.
As Híades eram as sete filhas de Atlas e Aethra, meia-irmãs das Pleiades (que eram filhas de Atlas e de Pleione) e foram encarregadas por Júpiter de cuidar de Baco, quando criança.  Elas foram colocadas no céu como premio por seu amor fraternal e pela tristeza pela morte de seu irmão Hyas, que foi morto por um animal feroz, na Líbia.
Diz-se trazer lágrimas, eventos inesperados, feridas na cabeça.

Aldebaran.  Alpha Tauri.  08 Gemeos 40
Uma estrela rosada e pálida marcando o olho esquerda e sul do Touro.  Seu nome advém de Al Dabaran, Aquela que Segue.  Formava uma das quatro estrelas reais ou guardiãs dos céus entre os persas cerca de 3.000 anos a.c., quando, enquanto Guardiã do leste, marcava o Equinócio Vernal - as outras estrelas eram Regulus, Antares e Fomalhaut.
Diz-se trazer honra, inteligência, eloqüência, firmeza, integridade, popularidade, coragem, ferocidade, uma pessoa responsável, com honras publicas e ganho de poder e riqueza.

ALDEBARAN - 09:36 GEMEOS - The red star in the eye of Taurus the Bull - Alpha Taurus
Sucesso através da integridade.  Uma das quatro estrelas reais, a guardiã do leste.  Como essas outras estrelas, Aldebarã promete sucesso – desde que algumas condições sejam preenchidas.  A integridade é a palavra chefe.

El Nath.  Beta Tauri.  21 Gêmeos 27.
Uma estrela dupla, de um branco brilhante e de um pálido cinza, situada na ponta do chifre ao norte do Touro e comumente conhecida como o Chifre ao Norte do Touro.  De Al Natih.
Diz-se trazer fortuna, eminência e neutralidade para o bem ou para o mal.


EL NATH – 22:22 GÊMEOS – Touro – O Pastor
Fortuna, êxito

Al Hecka. Zeta Tauris.  23 Gêmeos 40.
O Chifre do Sul do Touro.
Diz-se trazer violência, malevolência e perigo de acidentes.



Custos Messium, o Guardião da Colheita.
20 Touro a 10 Gêmeos
  70 Norte a 77 Norte
Constelação formada por La Lande em 1775 sob o nome de Le Messieur, O Senhor, mas não é mais reconhecida.
Diz-se trazer uma natureza simples, gentil, retirada, prazerosa e honesta, com interesses nos assuntos rurais.



Tarandus, a Rena
23 Touro a 00 Câncer
74 Norte a 90 Norte
Constelação formada por Le Monnier, em 1776.
Diz-se trazer uma natureza quieta, retirada e gentil e uma vida obscura.



Sceptrum Brandenburgicum, o Cetro
00 Gêmeos a 4 Gêmeos
 7 Sul a 31 Sul
Constelação adicionada por Gottfried Kirch, 1688.
Diz-se trazer honra, riqueza, eminência e poder.



EQUULEUS PICTORIS, O PINTOR
00 Gêmeos a 05 Virgem
  45 Sul a 65 Sul
Constelação formada por La Caille em 1752.
Diz-se trazer imaginação, habilidade artística, franqueza e uma natureza confiável.

CAMELOPARDALIS, A GIRAFA
2 Gêmeos a 15 Câncer
  53 Norte a 90 Norte
Constelação formada por Bartschius em 1614, para representar o camelo que trouxe Rebeca para Isaac.
Diz-se conferir paciência, perseverança e grande sabedoria bem como faz com que seus nativos se inclinem para o professorado ou para se tornarem instrutores.

............................................................... (a continuidade deste Texto aparece no original do Capítulo 19)



Exemplo Prático
Seu Livro de Vida Personalizado

O Risco do Bordado do Caminhante
(com sua devida anuência)

Os Principais Mitos e suas Constelações
permeando uma Risco do Bordado
bem como suas principais Estrelas (Fixas) Protetoras


O MITO DE PERSEUS
Reunindo as seguintes  Constelações:
Peixe Austral; Peixes, constelação zodiacal; Cetus, a Baleia, o Monstro Marinho; Pegasus, o Cavalo Alado; Andromeda, a Jovem Acorrentada; Cepheus, o Rei; Cassiopeia, a Rainha; e Perseus, o Herói
E acolhendo a Locomotiva do Trem da Vida, ainda em Casa Doze, e o Ascendente - ambos em Áries -  bem como Vesta, já em Touro e apontando para sua entrada em Casa Dois.

Dentro deste Risco do Bordado, encontraremos o Caminhante vivenciando o Mito de Perseus ao longo de vários Cenários de sua Mandala Astrológica, desde a Casa Onze até meados de sua Casa Três, reunindo, dessa forma, suas áreas de vivências de Eu Atuo Socialmente, de Eu Concluo e Eu Transcendo, de Eu Sou, de Eu Tenho  e de Eu Penso e Eu Comunico e Eu Interajo.

Portanto, as questões de Ascendente e Casas Um, Dois e Três da vida do Caminhante devem encontrar suas atuações sociais de Casa Onze levando às suas conclusões em Casa Doze e ali também encontrar suas transcendências de compreensão acerca tudo aquilo que existe entre o céu e a terra e que a vã mente humana consegue sequer supor...

As atuações sociais e as conclusões dos ciclos de vida do Caminhante encontram-se intensamente ratificados pela Estrela Fomalhaut, em Peixe Austral, protegendo a Lua e Júpiter piscianos, ainda em Casa Onze porém já orientados para a Casa Doze, em função do signo de Peixes que dá a entrada deste último cenário de mandala astrológica.

A Estrela Difda, de Cetus, a Baleia, acolhe a Locomotiva do Trem da Vida, em comecinho de Áries e em Casa Doze.

As constelações de Pegasus e de Andromeda concorrem imensamente para formar o Eu Sou deste Caminhante a partir do fato de que sua estrela mutuamente interagida, Alpheratz, marca o Ascendente!  É interessante, no entanto, observarmos o fato de que Pegasus possui a liberdade da ação e do vôo, enquanto Andromeda é a jovem acorrentada, ou seja, sem liberdade de ação e do caminhar, aguardando que um herói venha salva-la de seu cruel destino de ser mortalmente ferida por Cetus, a Baleia, o  Monstro Marinho que mora nos mares dos Peixes!  E é também interessante observarmos que Andromeda é uma princesa, filha de Cepheus e de Cassiopeia, e que é vítima da inveja de sua mãe!  Perseus, no entanto, é um herói e precisa agir enquanto herói e por esta razão, salva Andromeda e com ela se casa, em feliz conclusão de todo este mito!

Cassiopeia, através sua Estrela Schedir, protege Vesta taurina, ainda em Casa Um, porém já apontando para sua entrada em Casa Dois, que é protegida por Almach, pertencente à Andromeda.

Constelações e Algumas Estrelas Protetoras, no Mito de Perseus,
Dentro do Risco do Bordado do Caminhante:

O Peixe Austral começa na entrada da Casa Onze e segue até os pés de Lua e Júpiter piscianos.
Pisces Australis, Peixe Austral.  15 Aquário a 05 Peixes.  28 Sul a 36 Sul
Diz-se que traz prosperidade, fortuna.

Lua – Alma, aquela que faz a vida realmente acontecer; memórias de última encarnação ou conjunto de encarnações importantes para esta vida de aqui-e-agora; o Sublime Yin, Mãe Divina e mãe encarnada, mulher, maternalidade, proteção, aninhamento, alimentação, acolhimento, empatia, sentimento, sensibilidade, sensitividade, compreensão, imaginação, a família, as raízes
Júpiter – proteção, justiça, merecimento, reconhecimento, talentos, expansão, generosidade, conhecimento, leis, poder; o Dharma e sua possibilidade de vivência nessa encarnação

Fomalhaut.  Alpha Piscis Australis.  02 Peixes 44.
Uma estrela avermelhada na boca do Peixe ao Sul. De Fum al Hut, a Boca do Peixe.  Foi uma das quatro estrelas reais da Pérsia, por volta de  3.000 anos a.c., atuando como a Guardiã do Sul e marcando o solstício de inverno.
Diz-se ser muito afortunada e poderosa podendo, no entanto, causar malevolência; mudança de atuação no material para o espiritual em sua forma de expressão.

FOMALHAUT - 03:30 PEIXES. Alpha Pisces Australis
Sucesso através dos nobre ideais. Uma das quatro estrelas reais, é a guardiã do sul. Existe a promessa de sucesso se a pessoa evitar algumas vicissitudes, bem sabendo separar a ilusão da verdade, o joio do trigo.  É uma estrela que lida com ideais e com sonhos.  Se esses são nobres, grande alegria poderá ser alcançada.
A Cabeça do Peixe – sorte, celebridade, honras.


A Constelação Zodiacal de Peixes começa bem ao início da Casa Doze, fusionando Conclusões e mais Conclusões, e adentra o signo de Áries do Eu Sou ainda de Casa Doze acolhendo a Locomotiva do Trem da Vida, o Nódulo Norte, finalmente adentrando o Ascendente e a Casa Um.  Pisces, os Peixes. 15 Peixes a 26 Áries. 00 Norte a 32 Norte

O Rei Cefeu reina desde o começo da Casa Doze até o início do signo de Câncer, na Casa Três do Eu Penso, tendo acolhido a Locomotiva ariana de Casa Doze, o Ascendente, a Casa Dois taurina e ainda Vênus geminiana de Eu Tenho, a Casa Três geminiana... para concluir seu reinado  no comecinho do signo de Câncer, aos pés de Mercúrio, Urano, Vulcano e Sol cancerianos de Casa Três do Caminhante. 
Cepheus, Cefeu, o Rei. 17 Peixes a 00 Câncer.  55 Norte a 85 Norte
Se diz sobre Cefeu que traz autoridade e mente soberba, algumas vezes trazendo aos seus nativos questões de julgamento e de arbitragem e os expondo a eventos cruéis, por vezes.

Cetus, a Baleia, nada do começo da Casa Doze pisciana, passando por Áries e acolhendo a Locomotiva e depois, adentrando o Ascendente e a Casa Um, para finalmente, chegar à terra firme, em Touro e no inicio da Casa Dois, do Eu Tenho. 
Cetus, a Baleia, o Monstro Marinho. 17 Peixes a 13 Touro.  10Norte a 30Sul
Se diz que essa constelação traz preguiça e ausência de ação, porém confere uma natureza emotiva e plena de caridade, com habilidades de comando.

A Locomotiva do Trem da Vida nos fala de nosso aqui e agora voltado para o futuro e tudo aquilo que fazemos de reviravolta em nossa vida, a bagagem que refazemos para vivenciar nossa encarnação de maneira mais consciente no aqui e agora e deixarmos o passado para trás, coisas que o Plutão e o Urano adoram nos ajudar nessa empreitada!

Difda.  Beta Ceti.  01 Áries 28.
Uma estrela amarelada na cauda da Baleia.  De Al Difd al Thani, o Segundo Sapo.
Diz-se trazer auto-destruição por força bruta, doenças, desgraça, má-fortuna e mudanças compulsórias.

Pegasus, o cavalo alado, cavalga e voa ao mesmo tempo, desde o final de Aquário em Casa Onze, passando por Peixes e acolhendo Lua e Júpiter piscianos e ainda mergulhando em mares piscianos de Casa Doze para finalmente, encontrar-se em Áries, quase grudando-se ao Ascendente ariano do Caminhante.
Pegasus, o Cavalo Alado.  27 Aquário a 10 Áries.  3 Norte a 36 Norte
Se diz que essa constelação traz ambição, vaidade, intuição, entusiasmo, capricho e mal julgamento.

A Locomotiva do Trem da Vida nos fala de nosso aqui e agora voltado para o futuro e tudo aquilo que fazemos de reviravolta em nossa vida, a bagagem que refazemos para vivenciar nossa encarnação de maneira mais consciente no aqui e agora e deixarmos o passado para trás, coisas que o Plutão e o Urano adoram nos ajudar nessa empreitada!

SCHEAT - 29:03 PEIXES - Beta Pegasi
Ser um pensador ou intelectual.  Parece ser uma estrela predominante em mapas de pessoas famosas e livre-pensadores.  Diferentes idéias, pensamento rápido, ousadia de pensar ou de fazer aquilo que nos parece impossível.
A Sorte do Melhor

Andromeda faz parte do Mito de Perseus e da Família de Constelações que compõem esse Mito, bem como Cassiopéia.  Andromeda encontra-se bem próxima ao Ascendente e passeia por toda a Casa Um (acolhendo Vesta), finalizando na entrada da Casa Dois. 

Andromeda, a Princesa Acorrentada  - 12 de Áries - 15 de Touro - 20Norte - 55Norte
Sobre Andrômeda se diz que possui castidade de pensamento, virtudes, honra e dignidade mas também causando embates através medos e quimeras e uma tendência a se tornar facilmente desencorajado.

O Ascendente é a persona, a máscara por assim dizer, mais coladamente colada ao ego, ao corpo – e não podemos nos esquecer que nossa Alma está fusionada a esse ego, a esse corpo. Assim, é o Ascendente através de seu Signo que faz nosso ego e nosso corpo funcionarem a partir do desejo de materialização de nossa Alma. O Ascendente apresenta nossa forma mais natural e essencial de agirmos na vida e também a forma como nosso Outro, todas as outras pessoas, nos vêem.

Alpheratz.  Alpha Andromedae.  13 Áries 11.
Uma estrela dupla, branca avermelhada, no cabelo de Andromeda.  De Al Surrat al Farás, falando sobre a parte do cavalo - por ter sido pertencente a Pegasus, anteriormente.
Diz-se trazer independência, liberdade, amor, riquezas, honra e agudeza de intelecto.

ALPHERATZ - 13:57 ARIES - The common star between Andromeda and Pegasus - Alpha Andromedae
Desejando e buscando a liberdade e a movimentação.  A cabeça de Andromeda e parte do Cavalo Alado, Pégasus.  É uma estrela colocada na constelação de Andromeda mas que  possui seu grande simbolismo em relação ao conceito de Pégasus.  É uma estrela que luta pela liberdade e pela independência, a ação rápida.  Querer procurar e encontrar por lugares de maior espaço pessoal.  Compreensão instintiva de como usar a velocidade e a movimentação.

A Casa Dois nos fala de nosso Eu Construo aquilo que Eu Tenho - nossos dons naturais para garantirmos nossa sobrevivência pessoal no Planeta Terra.
Nossa Casa Dois é a Casa Oito do nosso Outro, o lugar onde nosso Outro constrói aquilo que tem e compartilha, ou não, conosco.

Almach. Eta Andromedae.  13 Touro 7.
Uma estrela binária (ou ternária), laranja, esmeralda e azul, situada no pé esquerdo de Andromeda.  De Al Anak al Ard, um pequeno animal árabe, como um gambá (ou uma cabra, em outra versão)
Diz-se trazer honras, eminência e habilidade artística.


Cassiopéia começa já no miolo da Casa Um e acolhe Vesta, já em Touro, depois adentrando a Casa Dois e finalizando no miolo desta.

Cassiopéia, a Mulher Sentada. 25 Áries a 00 Gêmeos.  50 Norte a 70 Norte
Se diz sobre Cassiopéia sobre perseguição, espalhamento de boatos e orgulho exagerado mas ao mesmo tempo o poder do comando e o respeito.

Vesta – o fogo do conhecimento e da mente sempre aceso, a vida e sua manutenção, a expansão da consciência através a vivência mais transcendental

SCHEDIR - 07:26 TOURO - alpha Cassiopea
A Rainha, o poder feminino. Gentileza, decência, diplomacia porém tendo que ter cuidados em relação a intrigas e jogos de poder.

O Mito de Perseus vem encobrindo alguns Cenários: Casa Doze, Casa Um, e agora, Casa Dois.  A Constelação de Perseus começa bem ao finalzinho do Eu Sou e adentra a Casa Dois do Eu Tenho, até encontrar-se com Vênus geminiana, ainda em Casa Dois. 

Perseus, o Campeão.  12 Touro a 8 Gêmeos.  30 Norte a 62 Norte
Se diz que Perseus traz inteligência, força, arrojo e natureza de aventuras porém também uma tendência aa mentira.

.......................................................................  (a continuidade deste Texto aparece no original do Capítulo 19)





Estrelas (Fixas) Protetoras
Classificadas ao longo dos Graus
dos Doze Signos do Zodíaco


A lista abaixo é uma síntese entre os dados extraídos de
- The Fixed Stars and Constellations in Astrology – by Vivian E. Robson – Samuel Weiser Inc., York Beach, Maine, USA
-  Solfire 3.5 – astrological programme for computers
e que aparecem na íntegra na Segunda Parte deste Trabalho. 

Sendo assim, algumas Estrelas estarão apresentando interpretações bem diferenciadas dentro do mesmo tema.  De uma maneira geral, eu vejo que as interpretações transcritas por Vivian E. Robson são estruturadas em textos muitíssimo antigos enquanto as interpretações que aparecem em Solarfire me parecem mais atualizadas e menos negativas.  Quanto as estrelas descritas por Rogério Mourão são do ponto de vista inteiramente astronômico.


DIFDA – 02:23 ÁRIES – Beta Ceti
Uma estrela amarelada, na cauda da Baleia.  De acordo com Ptolomeu, é da natureza de Saturno; e segundo Alvidas, de Marte, Saturno e Mercúrio.  Causa auto-destruição pela força bruta, doença, desgraça, má-fortuna e mudança compulsória.

ALGENIB – 08:57 Áries – Y Pegasus
Estrela que se situa na ponta de uma das asas do cavalo alado e significa “aquela que carrega”.

ALPHERATZ - 13:57 ARIES - The common star between Andromeda and Pegasus - Alpha Andromedae
Desejando e buscando a liberdade e a movimentação. Diz-se trazer independência, liberdade, amor, riquezas, honra e agudeza de intelecto.
 É uma estrela que luta pela liberdade e pela independência, a ação rápida.  Querer procurar e encontrar por lugares de maior espaço pessoal.  Compreensão instintiva de como usar a velocidade e a movimentação.

BATENKAITOS – 21:45 ÁRIES – Cetus – o ventre da Baleia
Mudanças de casa, falta de dinheiro, heranças que não chegam, perdas, emigração
Diz-se trazer mudanças ou emigração compulsórias, má-fortuna em função de acidente em navio porém com resgate, quedas e explosões.

Al Pherg.  Eta Piscium.  25 Áries 42.
Diz-se trazer firmeza, determinação, preparação e sucesso final.

Vertex.  M31 Andromedae.  26 Áries 43.
Diz-se trazer cegueira, problemas de visão, doenças.
M31 é a catalogação para a Galáxia de Andromeda.

AL FERG – 26:37 ÁRIES –
Imprudência, perseverança, determinação no último momento

MIRACH - 00:03 TOURO – Beta Andromedae
Diz-se trazer beleza pessoal, uma mente  brilhante, amor ao lar, grande devoção, beneficência, perdão, amor, gentileza, renome e boa fortuna no casamento.
Em harmonia, para se tornar receptivo.  É uma estrela que aparece fortemente em mapas de artistas ou pessoas que trazem harmonia e bom ritmo às suas profissões. Beleza, bom nome, sorte no matrimônio

SCHERATAN – 03:46 Touro – Beta Arietis – A Pérola Branca
Violência
Diz-se trazer feridas no corpo, defeitos, guerras ou terremotos.

HAMAL - 07:18 TOURO – Alpha Arietis – A Ovelha
Seguir seu próprio caminho. Um pensador independente, uma força vigorosa.
Diz-se causar violência, crueldade e crime premeditado.

SCHEDIR - 07:26 TOURO - alpha Cassiopea
A Rainha, o poder feminino. Gentileza, decência, diplomacia porém tendo que ter cuidados em relação a intrigas e jogos de poder.

Almach. Eta Andromedae.  13 Touro 7.
Diz-se trazer honras, eminência e habilidade artística.

MENKAR – 14:25 TOURO – Alpha Ceti – O nariz
É uma criatura que se apresenta mais como uma besta mítica do que como uma imensa Baleia. É ligada às forças do inconsciente coletivo que  pode emergir das profundezas e influenciar a pessoa tanto para o bem quanto para o mal. É uma estrela difícil.
Diz-se trazer doença, desgraça, ruína, feridas por animais, doença e perda de fortuna.

CAPULUS - 23:58 TOURO - The sword of Perseus – A Espada de Perseus
Perseus é o herói que voa no cavalo Pegasus, o cavalo branco e alado, para salvar Andromeda, acorrentada numa pedra, numa ilha solitária.  Sendo assim, essa estrela nos fala de alguém que tem uma força Yang – Perseus – bem forte e incisiva e que gosta também muito de sua sexualidade.  Perseus salva Andromeda e com ela se casa.  Essa estrela fala dessas questões que tanto tratam da busca do amor como também do bom uso da libido.
Diz-se trazer cegueira ou defeito na visão.

ALGOL - 25:49 TOURO - The head of Medusa in the hand of Perseus - Beta Perseus
A cabeça da Medusa que foi conquistada por Perseus em uma de suas inúmeras lutas.  Essa estrela também fala de ação intensa e cheia de vigor porém nesse caso, já estaremos a vendo dentro do ponto de vista da paixão feminina e de sua intensidade.

ALCYONE - 29:38 TOURO - a star in the Pleiades, the Seven Sisters, belonging to the Taurus
Os místicos entendem que nosso universo rodeia em seu andamento, essa estrela, chamada de Estrela do Indivíduo, aquela que governa a humanidade.
As Atlântidas. A galinha com seus ovos. Amor pela vida.

Pleiades.  Nas redondezas de 29 Touro , que é o grau da estrela Alcyone.
Seus nomes são: Alcyone, Maia, Electra, Merope, Taygette, Celaeno e Sterope, com a adição dos pais, Atlas e Pleione.
Diz-se trazer ambição, otimismo e paz; traz também viagens, sucesso na agricultura e através uma inteligência ativa.

..................................................  (a continuidade deste Texto aparece no original do Capítulo 19)





Em seguimento,
 encontre os Títulos/Temas constantes em seus 22 Capítulos/Volumes
de Seu Livro de Vida :


SEU LIVRO DE VIDA
Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento
Obra em 22 Capítulos apresentados em 22 Volumes


Primeiro Tomo
Fundamentando Seu Livro de Vida
Capítulos de 1 a 6

Capítulo 1
O RISCO DO BORDADO
Apresentação da Obra Seu Livro de Vida, em 22 Capítulos
Alguns Conceitos Fundamentais acerca a Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento
Sobre o Trabalho dentro da Consultoria Astrológica e sobre as Ferramentas de Trabalho
Exemplo Prático de Escrita de SEU LIVRO DE VIDA, em sua íntegra


Capítulo 2
O CÉU ESTRELADO
Astronomia e Astrologia
suas Semelhanças e suas Diferenças
SIMULTANEIDADE E SINCRONICIDADE
Arquétipo, Linguagem, Inconscientes Pessoal e Coletivo,
Conscientes Pessoal e Coletivo, Imagens, Mitos e Símbolos
ESCLARECENDO ALGUMAS DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS:
Uma conversa entre Caminhantes Estudiosos de Astronomia e de Astrologia e Janine,
em Zigurate moderno, o Sítio das Estrelas
Textos  vários sobre Cosmologia, Astronomia e Mecânica Celeste

Capítulo 3
A MANDALA ASTROLÓGICA
A representação da Terra - através o momento do evento em suas Latitude e Longitude - acolhendo todo o Risco do Bordado: Casas Astrológicas, Signos, Luminares, Planetas, Planetóides e Pontos
SIMULTANEIDADE E SINCRONICIDADE
Inconscientes Coletivo e Pessoal e Consciente: Arquétipo, Linguagem, Mitos e Símbolos
Os Primórdios da Compreensão sobre o Risco do Bordado acolhendo seu Baile dos Arquétipos

Capítulo 4
CASAS ASTROLÓGICAS, SIGNOS, LUMINARES, PLANETAS, PLANETÓIDES
No Grande Teatro da Vida, Cenários, Textos, Atores e Atrizes

Capítulo 5
ELEMENTOS, QUALIDADES E GÊNEROS
Fogo, Terra, Ar e Água - Começo, Meio e Fim - Yang e Yin

Capítulo 6
OS ASPECTOS
O Grande Baile dos Arquétipos em suas interações mais harmoniosas ou menos harmoniosas


Segundo Tomo
Desenvolvendo Seu Livro de Vida
Capítulos de 7 a 17

Capítulo 7
OS TRÂNSITOS
Redesenhamentos sendo acrescentados ao desenho primordial
de nosso Risco do Bordado e seu Baile de Arquétipos, em nossa vida

Capítulo 8
REVOLUÇÕES SOLARES E LUNARES
Redesenhamentos sendo acrescentados à nossa Vida
Em Ciclos Anuais e Mensais

Capítulo 9
As Interações entre Terra/Homem e Lua e Sol - Parte I
 As Fases da Lua e as Meditações de Lua Nova e de Lua Cheia
OS OITO TIPOS DE PERSONALIDADE
Luas da Alma, Ninhadas da Alma, Intenções da Alma
A PARTE DA FORTUNA, O PONTO DE ILUMINAÇÃO E A PARTE DO ESPÍRITO
 Os Eclipses Solares e Lunares

Capítulo 10
As Interações entre Terra/Homem e Lua e Sol - Parte II
O TREM DA VIDA
O DRAGÃO DOS CÉUS, CABEÇA E CAUDA - OS NÓDULOS LUNARES
Quem somos, de onde viemos e para onde vamos
Os Conceitos Fundamentais sobre a Astrologia da Alma

Capítulo 11
As Interações entre Terra/Homem e Lua e Sol - Parte III
O TREM DA VIDA
DRAGÃO DOS CÉUS -  NÓDULOS LUNARES
E SEUS CICLOS
Quem somos, de onde viemos e para onde vamos
Os Conceitos Fundamentais sobre a Astrologia da Alma

Capítulo 12
URANO E SEUS CICLOS
O Despertador da Consciência mais Ampliada que redesenha nossa vida a partir de cortes guilhotinais e inesperados.  A Revelação do Desejo de Encarnação, da Alma.

Capítulo 13
SATURNO E SEUS CICLOS
O Senhor do Tempo, do Umbral e do Karma

Capítulo 14
QUÍRON E SEUS CICLOS
O Curador Ferido e Mestre dos mestres

Capítulo 15
JÚPITER E SEUS CICLOS
O Dharma, o Deus dos Deuses e dos Homens, Benfeitor e Justiceiro

Capítulo 16
NETUNO E PLUTÃO E SEUS CICLOS
A Transcendência
 e a Metamorfose e Regeneração

Capítulo 17
A PROGRESSÃO
A eterna mutação acontecendo no Risco do Bordado,
trazendo os redesenhamentos em nosso Grande Teatro da Vida


Terceiro Tomo
Concluindo Seu Livro de Vida
Capítulos de 18 a 21

Capítulo 18
SINASTRIA E MAPA COMPOSTO
Compreensão mais Aprofundada acerca os Inter-Relacionamentos entre os Seres

Capítulo 19
ESTRELAS E CONSTELAÇÕES (FIXAS)  PROTETORAS
A Interação entre Astronomia e Astrologia
 através a Efetiva Vivência dos Mitos e Símbolos apreendidos através as luzes do céu noturno,
ao longo dos 360 graus da Mandala Astrológica

Capítulo 20
SÍMBOLOS SABIANOS
360 graus da Mandala Astrológica traduzidos em Verdades Universais

Capítulo 21
ARQUEOLOGIA DA ALMA
O Processo de Auto-Cura e de Aprofundamento do Auto-Conhecimento
 através a Expansão da Mente


Epílogo
Capítulo 22
A ESTRELA DE BELÉM
Minha contribuição pessoal para este Tema tão polêmico
Viajantes das Estrelas - fusão entre espiritualidade, astronomia e astrologia
Descrição Detalhada dos 22 Capítulos/Temas/Volumes constantes em Seu Livro de Vida



Quem Escreve SEU LIVRO DE VIDA:


Janine Milward nasceu em Nova Friburgo, RJ, num vale rodeado por belas e altas montanhas, no inverno do hemisfério sul, em 1950.

Já no Rio de Janeiro, enveredou através a Psicologia (infelizmente não concluída) e fundamentalmente, através a Psicanálise como trampolim para melhor entender a psiquê dos homens... quando conheceu mais de perto a Astrologia, estudando autodidatamente e tornando-se então, conselheira astrológica e professora dessa ciência.

Nesse meio tempo, também enveredou pela espiritualidade do Tao primordial, através a espiritualidade e os ensinamentos de Lao Tsé, o Mestre, transcrevendo as aulas gravadas por Wu Jyh Cherng.

Mais tarde, já em Petrópolis e depois, em Sapucaia, passou a intensificar seus estudos de astronomia, mecânica celeste e cosmologia bem como do Tao Primordial, escrevendo sobre o I Ching, o Livro das Mutações, e o Tao Te Ching, o Livro do Caminho e da Virtude.

Em 1998, Janine construiu suas raízes no Sitio das Estrelas. Nesse lugar, encontrou-se com o Tantra primordial através a espiritualidade e os ensinamentos de Srii Srii Anandamurti, O Mestre.

O Sítio das Estrelas é um Ashram, com Janine como Guardiã, e onde mora e trabalha e abre a porteira para receber os Caminhantes que desejam usufruir dos Retiros Espirituais e Encontros sobre os Temas acima mencionados e dos Trabalhos e Vivências em Espiritualidade e Prática na Meditação e em Imersão no Auto-Conhecimento.

Namaskar! Eu saúdo você com minha mente e com meu coração!


Saiba mais sobre os Trabalhos de Janine Milward 
acessando sua Página Principal:

http://paginadajanine.blogspot.com.br/






Com um abraço estrelado,
Janine Milward
Seu Livro de Vida
Compêndio sobre Astrologia da Alma e do Auto-Conhecimento,
Em 22 Capítulos/Volumes
© 2008 Janine Milward


Namaskar!
Eu saúdo você com minha mente e com meu coração!